De volta!

Sim, fazia muito tempo que eu não escrevia artigo novo aqui. Além das atividades profissionais, principalmente algumas traduções difíceis que se sucederam, também investi um pouco na página do Que Falta no Facebook. Mas ela não funcionou. Não sei por qual razão, os assinantes da página não são avisados de novas publicações. E os artigos daqui não são publicados automaticamente lá, embora tudo esteja configurado para isso.

Assim, decidi deixar de lado o Facebook e voltar a publicar diretamente aqui, em nosso velho e querido blogue. Pretendo apresentar artigos novos com mais freqüência, pois as cochiladas não cessam!

Para comemorar o retorno, nada como um bom café. Mas, como alguém resolveu economizar na revisão, deu nisto:

“Especial” é adjetivo; portanto, varia em número a fim de concordar com o substantivo a que se refere. Nesse caso, “cafés”. Até “cafés especiais”, então, o sobrinho acertou. Mas, por desses mistérios do universo, ele não continuou a concordância em número com os dois adjetivos seguintes, que também se referem a “cafés”.

Esta é a lição da cochilada de hoje: sempre, sempre, sempre verifique a quem os adjetivos em uma oração se referem, e sempre, sempre, sempre faça a concordância em número e em gênero. Para não cochilar, tome um café moído e coado na hora!

Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.