Ladrões ‘assassinam’ gramática em bilhete sobre roubo

Homens invadiram um posto bancário na madrugada de hoje no centro de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, e no lugar dos cerca de R$ 160 mil que estavam dentro do cofre da agência, deixaram um bilhete com diversos erros ortográficos e gramaticais informando que não usaram armas e nem drogas para cometer o crime. “Cem arma, cem drogas, cem violência – agradecemos a preferencia e acima de tudo nossa percistencia – é nois” (sic).

O furto foi percebido por Jair Pereira Cardoso, funcionário do banco, quando chegava para trabalhar. Além da falta de energia na agência, ele viu um buraco no forro e acionou a Polícia Militar. Dentro da sala do cofre foram encontrados uma marreta, chaves de fenda e dois pés-de-cabra, além do bilhete. Segundo a polícia, não havia testemunhas e não há pistas sobre os criminosos.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.