Acorda o revisor! (5)

Eu não sou muito bom em biologia e em anatomia, mas, até onde sei, cada pessoa tem apenas um umbigo.

 

Quantos umbigos você tem?

Já falei em outros artigos da síndrome do Multi-homem, que é essa mania de pluralizar o que é singular. A regra é simples e não tem mistério: o que é singular no indivíduo é singular no grupo. Vamos desenhar exemplificar para ficar mais claro.

O que é único, singular (material ou imaterial) no indivíduo? Nariz, queixo, umbigo, estômago, coração, vida, alma, saúde, futuro, dinheiro…

Então, ao referir-se a um grupo, essas coisas permanecem no singular:

  • “Estamos com os narizes o nariz entupido.”
  • “Eles andam com os queixos o queixo erguido.”
  • “As pessoas acham que o mundo gira ao redor de seus umbigos seu umbigo.”
  • “O bolo deixou os convidados com dor nos estômagos no estômago.”
  • “Os pacientes com problema nos corações no coração têm atendimento prioritário.”
  • “Deus cuida de nossas vidas nossa vida.”
  • “Preocupem-se com as saúdes a saúde de suas almas sua alma para não terem surpresas nos futuros no futuro.”
  • Os nossos futuros O nosso futuro está bem diante de nossos narizes nosso nariz.”
  • “Vocês precisam economizar os seus dinheiros seu dinheiro pra garantir uns futuros um futuro tranqüilo.” (Eu não obedeço ao Acordo.)

Parece óbvio, não? “Ah, ninguém fala narizes!”

 

Quantos?

E não pára aí!

 

Muitas?

Por que pensam demais?

Quantos elas têm?

Arqueólogos tagarelas?

Tagarelas?

Por hoje é suficiente. Não vou mostrar outros exemplos para poupar os estômagos o estômago dos queridos leitores.

Abraço!

One Reply to “Acorda o revisor! (5)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.