Segredos das palavras

Como expliquei na dica sobre “empecilho”, por vezes pronunciamos ou escrevemos uma palavra de modo errado por associá-la a outra.

Outro exemplo disso é este: quem adquire uma franquIa de uma empresa é um franquIado, certo? Errado!

O correto é franquEado, assim como o verbo é franquEar. Portanto, escreva e diga, sem medo de errar: “João é um franquEado daquela empresa!”

Outras vezes, uma associação errada nos faz usar palavras com sentido errado. Um exemplo bem comum e usual disso é “penalizado”. Muitos usam “penalizado” no sentido de “punido” — O consumidor será penalizado com o aumento das tarifas telefônicas; O jogador foi penalizado com cartão vermelho –, mas isso é um erro.

“Penalizado” está ligado a “pena” no sentido de “dó, sentimento de dor pelo sofrimento alheio”. Assim, só use o adjetivo em frases como: Ficou penalizada com a doença da cachorrinha; De penalizada que fiquei, eu recebi o órfão em minha casa; Quem não fica penalizado com uma tragédia é insensível.

Um último exemplo: apesar de a grande maioria das pessoas pronunciar “ruim”, como se fosse uma sílaba só, o correto é “ru-im”, com a sílaba tônica “im”. A palavra vem de “ru-í-na”, na qual o “i” é pronunciado separadamente do “u”.

Até a próxima dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.