Em defesa da língua

Gostei muito dessas tirinhas do Nóis na Tira. Parabéns ao Rodrigo Leão! Nessa primeira ela resvalou num detalhe: após a vírgula, não se pode usar pronome oblíquo.  Ele deveria ter usado “eu o condeno” ou “condeno-o”. Ah, o odioso miguxês, internetês ou seja lá o nome que essa praga tenha… Fonte

Sismo – palavra do dia 07/04/2009

SISMO Até o início da tarde da última segunda-feira, dia 06/04, já havia sido confirmada a morte de mais de 150 pessoas em consequência de um sismo, com intensidade de 6.2 graus na escala Richter, que atingiu a região central da Itália durante aquela madrugada. A palavra “sismo’ é um substantivo masculino que designa o Leia mais… »

Sanção – palavra do dia 04/04/2009

SANÇÃO Em 29 de janeiro, noticiou-se a sanção, pelo presidente do Estados Unidos, da lei que garante a igualdade salarial entre homens e mulheres que ocupem o mesmo cargo. Foi a primeira lei sancionada pelo presidente Barack Obama. A palavra “sanção” é um substantivo que teve sua origem no termo latino ‘sancctionis’ e, no texto Leia mais… »

Escrevendo bem, que mal tem?

Depende… Mal e mau são palavras homófonas, ou seja, têm a mesma pronúncia, mas grafia diferente. Portanto, para escrever bem é preciso saber que “mau” usar (aqui me refiro ao som, não ao vocábulo). Eduardo Martins, no Manual de Redação e Estilo do Estado de S.Paulo, classifica a confusão entre mal e mau como o Leia mais… »