Singular ou plural?

Encontrei um artigo hoje pela manhã no blog Livros só mudam pessoas, que o copiou da revista Bula. O texto traz o seguinte título:

Seleção_016

Alguma coisa está estranha, não? Na primeira parte da frase, ninguém é usado como termo singular: ninguém leu. Mas na segunda, ele se torna plural, o que é indicado pela forma verbal mentem. Quem explica essa transformação?

2 Replies to “Singular ou plural?”

  1. Eu! Eu! o/ hehe

    Ocorreu aqui um caso de silepse, que é a concordância pela ideia expressa. “Ninguém” é uma palavra no singular, mas transmite a ideia de um grupo de pessoas que não … alguma coisa. “Ninguém naquela escola gosta de Física!” = os alunos naquela escola não gostam de Física.
    Acho que é isso!

  2. Oi, Mari! Bom revê-la por aqui!
    Gostei de seu palpite… mas acho que você está sendo muito boazinha com o redator daquele título. :)
    No exemplo que você sugere, “ninguém” não indica necessariamente “os alunos”, já que na escola há também professores, funcionários, visitantes, pais… Poderia significar “nenhuma pessoa”. No caso do título, a meu ver, houve mesmo foi o registro da linguagem oral. Popularmente, talvez, as pessoas falem desse modo, começando uma frase com termo singular, mas pensando em um sentido plural e, depois, mudando o final dela. Algo como: “Eu chamei o pessoal, mas não vieram ninguém”, ou coisas do tipo.
    A solução para a esquizofrênica redação é: “Uma dúzia de livros que ninguém leu, mas mente que sim”. Ou: “Uma dúzia de livros que ninguém leu, mas as pessoas mentem que leram”. Ou ainda: “Uma dúzia de livros que as pessoas dizem terem [ou, que leram] lido, mas ninguém leu”. Ou similares.
    Obrigado por sua participação. A concordância siléptica é um assunto cabeludo e interessante. Legal você tê-lo mencionado.
    Volte sempre. Sua vaga de colaboradora está devidamente espanada e desocupada. :)
    Abarço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.